agosto 10

Simone Biles, a Estrela

Simone Biles é a mais nova estrela Olímpica na constelação da Ginástica Artística dos Estados Unidos. Isso já é mais que suficiente para qualquer veículo de comunicação mundial, mas caso fosse essa atleta brasileira o foco seria diferente.

Vamos ao coitadismo. Vocês sabiam que Simone e sua irmã tiveram que ser adotadas pelos avós porque a Mãe tinha problemas com álcool? Não?! Como não? Afinal uma garota negra de origem humilde tem que ter uma história triste para contar. Ops… mas a mina não é brasileira, é gringa, é nascida na América, o país das oportunidades, lá não tem essas coisas.

Oi?!

Se fosse no Brasil Biles seria exaltada pelos desfortúnios de sua vida, mas por sorte dela essa talentosíssima ginasta que já detém um Ouro Olímpico e está cotada a levar para casa mais quatro é Americana e Americanos orgulham-se de serem quem são e ao invés de ficarem chorando as desgraças que sofrem correm atrás para serem os melhores.

Os Estados Unidos é tão problemático quanto o Brasil, principalmente quando falamos de racismo, mas seu povo não se deixa abater e ao invés de se fazerem os pobres coitados das Américas, esforçam-se para serem as lendas.

Segue o exemplo dessa garota de 1,45m e 19 anos que não teve uma infância fácil, mas que nem por isso se fez de vítima do acaso.

Rio 2016 é seu, Simone! #OlympicSpirit🎯

Category: Facebook, Olympic Spirit, Tsunami | Comentários desativados em Simone Biles, a Estrela
agosto 9

Menina do Ouro!

Linda a trajetória da Rafaela Silva até o Ouro Olímpico. Superação, dedicação, abnegação.

Tenho lido muitas pessoas exaltando a vitória de Rafaela usando sua origem humilde e sua etnia, mas nada de enaltecerem os sacrifícios dela como atleta. Essa gente deve achar que é muito fácil ser uma atleta de alto rendimento, mais fácil ainda competir com os melhores do mundo.

A fórmula secreta: nascer pobre, negra, entrar em um projeto social, sofrer racismo… pronto! Criou-se uma campeã!!!

Respeitem essa mulher, respeitem seu treinamento, respeitem as dietas rígidas que ela se submete, respeite as lesões, as dores, as mãos machucadas, respeitem seu foco e seu empenho, não desmereçam todo seu esforço para enxerem seus egos e sua hipocrisia subentendendo que ela fez tudo por vocês, por seus problemas sociais, por seus problemas raciais.

Rafaela é uma vencedora e fez tudo o que fez para chegar onde chegou porque assim tinha que ser, porque ela sabia que não merecia menos que essa medalha, ela sabia que essa história só era escrita por suas atitudes.

Orgulho da sua garra! Orgulho da sua técnica! Orgulho do seu foco!!! Rafaela, você me representa! #OlympicSpirit🎯

Category: Facebook, Fight, Olympic Spirit, Tsunami | Comentários desativados em Menina do Ouro!
agosto 8

Galvão & Bernardo

Vocês precisam admitir uma coisa, Galvão Bueno pode falar pra caralho nas piores horas, cortar os comentários de todo mundo, sofrer de excesso de narcisismo, mas que ele é uma sumidade quando o assunto é esporte, ele é, principalmente quando se trata de F1 e futebol, e que ele tem culhões e não há quem o cale, isso vocês não podem negar!

Qualquer outro apresentador faria de conta que não havia nada de errado em os jogadores nãom falarem com a imprensa, mas ele sabe que esses jogadores devem uma explicação não apenas para sua comissão técnica, mas para os torcedores, porque graças aos torcedores eles são quem são, são essas pessoas que consomem seus produtos, que os elevam ao patamar de ídolos, que os idolatra.

Respeito! Nada mais que isso. A única coisa pedida por Galvão foi Respeito!!! Cadê Respeito, seleção?!

Eu detesto futebol, o que não é novidade pra quem me acompanha há anos, não entendo patavica alguma, mas não precisa ser nenhum expert para saber que essa foi mais uma escolha errada. Gente, pra que Neymar? Esse moleque não joga mais nada desde que foi pra Europa, se é que jogava, pelo que ouço ele é ótimo em cair, cair e cair, mas jogar mesmo, nunca ouvi dizer que ele é um gênio, nunca será um Garrincha, um Fenômeno (entenderam, FENÔMENO, o cara na idade dele já era chamado assim, ele não é nem referência pra criança).

E por falar em criança, vamos falar de Bernardo, sim, Bernardo é o nome desse garoto inteligentíssimo, centrado, que deu um banho de carisma e serenidade sobre a atual situação da Seleção Brasileira e o Neymar.

“Marta é apaixonada ela gosta de jogar futebol… ela merece essa camisa aqui muito mais que Neymar!!!”

O garoto não foi comprado, não tem ódio no coração, não precisa puxar o saco de ninguém e criança não mente! Entendam porque a responsabilidade está em cima de Neymar, além de ser um dos mais experientes em campo ele é o Capitão do time e pelo que me conste o Capitão tem que puxar a culpa pra si das derrotas e dividir as Glórias, internamente que se matem, mas para os torcedores, para a mídia, para o público em geral é assim que funciona. Não dá conta, faz como fez na Copa, finge uma lesão e pede pra sair!

Boa Sorte à Marta e todas as mulheres da Time Feminino de Futebol, ao Time Masculino desejo vergonha na cara e muito trabalho duro, vocês não fazem mais que a obrigação!!!

E quem não viu o desabafo comovente e digno no Galvão Bueno é só clicar aqui que poderão ver na íntegra!

E na boa?! Fala Galvão, será meu novo bordão!!! Cala a boca não! #OlympicSpirit🎯

Category: Facebook, Olympic Spirit, Tsunami | Comentários desativados em Galvão & Bernardo
agosto 7

D’Artagnan rumo à Tokyo

Guilherme Toldo não medalhou na Esgrima, mas e daí?! Seu jogo foi emocionante e fez as pessoas torcerem e sofrerem como se entendessem do esporte, inclusive eu, como se tivéssemos acompanhado sua trajetória desde o início, como se ele já fosse um de nossos ídolos.

Ele ainda não era um ídolo entre a maioria que torceu por ele, mas certamente a partir dessas Olimpíadas Guilherme tornou-se o ídolo de vários, meu ídolo também, onde nós acompanharemos passo a passo sua trajetória, suas vitórias, suas derrotas, suas lutas diárias, assim, nos próximos Jogos Olímpicos o veremos medalhar e ganhar o pódio, nos sentindo orgulhos não apenas por ter mais um brasileiro medalhista Olímpico, mas por ser Guilherme Toldo esse medalhista!

Boa sorte em sua trajetória, Gui! Os próximos 4 anos serão de aprendizado e dedicação e findado este período tenho a certeza de que você perceberá o quanto foi importante a experiência acumulada na Rio 2016.

Avante, D’Artagnan!!! #OlympicSpirit🎯

Category: Facebook, Olympic Spirit, Tsunami | Comentários desativados em D’Artagnan rumo à Tokyo
agosto 6

Olha que coisa mais linda…

Sobre a Cerimônia de Abertura dos 31º Jogos Olímpicos, a síndrome de vira-lata e a ignorância de como é empregado o dinheiro público e privado.

Por esse primeiro parágrafo já é bem claro sobre o que vou falar, então, se não tiver capacidade intelectual de interpretação de texto, poupe-nos o trabalho de ler esse post.

A Cerimônia foi uma das coisas mais belíssimas que já assisti em minha vida! Simples. Limpa. Colorida. Festiva. Impactante. Não imagino outra coisa nada mais belo, nem mais certeiro, todos os envolvidos estão de parabéns, desde os idealizadores até o elenco. Fantástica!

Sim, há algumas ressalvas de minha parte, mas de minha parte, a escolha da Anitta até agora não foi uma coisa sensata, não estou discutindo se a garota tem talento ou não, eu tenho CDs da Anitta, sim eu compro CDs ao invés de ser apenas mais uma chupim da pirataria, gosto do estilo dela, mas só acho que um evento desses precisa de alguém com uma representatividade pelo todo, pela história, pela obra. Por que não convidaram Maria Rita? Fariam a vista que queriam fazer da beleza da mulher brasileira, mostrariam o que há de novo em nosso País e não precisariam ter forçado no play back, tirando toda a carga genética dela que faria uma homenagem à grande Elis. E caso o intuito fosse mostrar a beleza da mulher brasileira, Anitta não passa nem de perto, já que todas as plásticas a deixaram a cara do Michael Jackson. Por que não a colocaram com Ludmilla que faz tanto sucesso quanto e representa muito mais a mulher brasileira?

Vi meia dúzia, pois é, meia dúzia de gente chata reclamando da Abertura, que de Moscou era mais bonita, que de Pequim era mais bonita, pessoas, quem se lembra das Olimpíadas de Moscou é porque já tem idade suficiente pra viver só de passado e nunca achará nada melhor do que as coisas que aconteceram nos longínquos anos 80, já sobre Pequim, jura?! Aqui é Brasil, porra!!!

Sobre todo o maldito mimimi de “tem Olimpíadas, mas não tem escolas, não tem saúde, não tem segurança”, a culpa de não ter essas coisas é de vocês! Sim, vocês que se vendem por cesta básica, por sacos de cimento, por camisetas e canetas, de vocês que dizem que tanto faz e vão votar em qualquer um, de vocês coleguinhas jornalistas que fazem piquete pelo politicamente correto, mas estão cobertos de lama das campanhas que planejam para elegerem crápulas e picaretas. Pois é, a culpa não é do Governo, a culpa é sua que é um imbecil, um canalha, um hipócrita que só sabe reclamar, desdenhar e não tira a bunda do seu sofá confortável para apoiar o País.

“A gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte”… e esporte, a gente também quer esporte!!!

Os investimentos privados que foram feitos para os Jogos, são de empresas Privadas, o que significa que elas colocam o dinheiro onde desejarem, inclusive em uma fogueira e queimam tudo. Não queiram mandar no dinheiro alheio. E pelo que me consta as empresas patrocinadoras são multinacionais, o que quer dizer que não é bem dinheiro brasileiro que foi investido. Sobre o dinheiro público empregado, esse dinheiro nunca seria usado em hospitais, em segurança, em educação, ele foi liberado justamente para ser empregado nesse evento.

Deu pra entender ou estão precisando de cartolina e giz de cera para ilustrar?!

Pois é, sempre há os chatos e despeitados! Sempre!!! Vamos aproveitar o momento, vamos participar, seja no Rio, seja pelas redes, seja pela TV, vamos apoiar nossos atletas, só que trabalha com atletas sabe a dificuldade que cada um passa para chegar onde chegam. Não estou falando de dificuldades financeiras, nem pobreza, nem miséria… tô falando da dificuldade real de cada atleta, das dores, das derrotas, das restrições, dos treinos, das abnegações, da cobrança, da solidão…

Somos Todos Olímpicos, sim!!! #OlympicSpirit🎯

Sobre a participação da Gisele Bündchen… olha que coisa mais linda!

Category: Facebook, Olympic Spirit, Tsunami | Comentários desativados em Olha que coisa mais linda…
julho 5

Pode ser?!

Depois de alguns dias sem ver a luz do sol, hoje eu me levantei. Almocei “comida” e até lavei a garagem. Ao menos a garagem comecei a organizar. Só falta todo o resto. Tá difícil. Não suporto esse lugar, ou não suporto a vida que levo nesse lugar. Sem perspectivas, longe de tudo, nesse clima árido do deserto. Odeio essa gente. Odeio a ideia de ter que olhar para a fuça delas e fazer de conta que não as desprezo. Odeio como se aproximam com a única intenção de bisbilhotarem a minha vida.

Chega! Quero sair daqui. Não me importa a culpa, não me importa a dor, não me importa nada que possa resultar essa partida, quero ir embora, eu preciso ir embora.

Não sentirei falta, de nada, de ninguém. Prefiro o inferno, não como figura de linguagem, prefiro o inferno mesmo, com o Capeta e tudo mais que tenho direito. O inferno é mais suave que essa vida agonizante que tenho vivido. Não faz nem um mês que voltei e sinto como se estivesse presa aqui há 2 décadas. Feitiço? Feitiço? Maldição, isso sim! Cidade Amaldiçoada!!! Ou sou eu a amaldiçoada, também pode ser, talvez seja, mas quero viver minha maldição longe daqui, é meu direito.

Meu peito queima a dor dos infelizes, o tempo todo, os olhos estão irritados de tanto lacrimejar, é uma dor persistente, nada à tira de mim, nem o álcool, nem os ansiolíticos, nem um simples analgésico ou um relaxante muscular. É a porra da dor d’alma que estoura o peito já em frangalhos.

Só quero sumir! Trocar de casa. De cidade. De corpo. De identidade. De amores. De amigos. De vida. Quero ser outra pessoa, igual à mim, porque gosto de como sou, mas na versão feliz. Na versão livre. Sim, mais livre. Na versão que sabe amar. Na versão que se deixa amar. Não quero recomeçar. Já cansei de tanto recomeçar. Só que continuar de onde estou, mas com direito à felicidade. Com direito à sonhos realizados. Com direito a viver a própria vida. Só quero um final feliz. Pode ser?!

Category: Tsunami | Comentários desativados em Pode ser?!
julho 4

Quase três!

Abri a geladeira e não sei porque havia aquela garrafa de vinho, uma garrafa de plástico diga-se de passagem, vinho daqueles bem baratos, mesmo. Era o que tinha. Não achei dignidade alguma usar uma taça para servir aquele vinho, que por sinal nem me atrevi a conferir a validade, caso tivesse uma. No armário peguei o primeiro copo de requeijão que achei, não os de plástico, porque já seria falta de dignidade demais, bastava a garrafa.

Enchi o copo barato com o vinho barato e chorei compulsivamente a dor da minha vida barata e vazia, tão vazia quanto ficou aquele copo em um só gole.

Era doce. Ao menos o vinho. Mesmo barato era mais doce que a minha vida amarga. Clichê. Piegas. Real.

Foram quase três copos, quase três copos cheios e confesso, caso tivesse três garrafas teria tomado as três, mesmo ciente da dor de cabeça descomunal do dia seguinte. Porque vinho barato tem disso, o que não se gasta no vinho, gasta-se depois no analgésico.

Não sei se vinho caro dá dor de cabeça. Nunca me embriaguei com vinhos caros. Não faltaram oportunidades. Faltaram lugares propícios. O bom dos vinhos baratos é que são encontrados em qualquer espelunca. Nas espeluncas ninguém se preocupa se você bebe até vomitar. Mas nelas, infelizmente, só os vinhos baratos. Como se bêbado não quisesse desperdiçar um bom vinho no vômito.

Me refiz em quase três copos de vinho. Vinho talvez seja exagero, era mais um suco de uva com álcool. Não importa. Serviu. Chorei. Aliviei a dor do peito. Não curou. Aliviou. Foi bom. Me deu sono. Dormir por quase três horas o sono dos justos. Acho que deu um copo por hora. Acordei infeliz. Não tinha mais vinho. Se tivesse teria tomado. Se tivesse nem dormido teria. Ou ainda estaria. Me fartei de alegria proporcionada por quase três copos. Se tivesse mais teria sido mais feliz?

Quero ir ao mercado para comprar mais vinho. Tenho medo de comprar e tomar todo. Tenho medo do alcoolismo. Tenho medo de não ser feliz nunca mais, nem com o vinho. Vou tentar de novo. Só mais uma vez. Sou forte. Só quero mais um pouco de felicidade. Só aos finais de semana. Me embriagar na sexta e acordar na segunda. Embora o correto seria o oposto. Me embriagar na segunda e acordar na sexta. Ainda não posso. Queria podê-lo. Fora de mim por cinco dias. O ápice. Felicidade. Paz.

Vinho pode. Tá na Bíblia. Não acredito na Bíblia. Faz bem pro coração. Acredito na ciência.

Quase três copos de vinho barato em um copo barato acompanhado de problemas baratos de uma alma barata de vida barata de fim trágico!

 

Category: Tsunami | Comentários desativados em Quase três!
julho 3

Culpa do Textão

Sabe esses textões que viralizam no Facebook? Pois é, voltei por um desses. Vi um compartilhamento, fiquei com preguiça, vi o segundo, fiquei com preguiça, vi o terceiro, quarto, me rendi. Fui ver do que se tratava o tal “textão pro nascimento do filho“. Preparada por algo piegas do tipo, agora sou outro homem, blá blá blá.

Dei com a cara na tela. Me ferrei. Mesmo!

Não contente em ler o tal textão na matéria fui em busca do perfil, depois em busca do que mais tinha espalhado desse cara na rede.

Me ferrei. De novo!

Encontrei o blog do cara, puta blog, puta textos, puta tapa na cara.

No primeiro texto que li veio uma voadora dar as boas vindas, um cara que nunca vi na vida me jogando na cara minha covardia, me envergonhei, chorei, já fui mais forte, lembrei de quem já fui, olhei pro farrapo de sentimentos que me tornei, senti mais vergonha, chorei mais.

Respirei. Pulei o segundo texto.

Fui para o terceiro, chorei mais, compulsivamente, ele me via, me conhecia, estava dentro de minha alma, sabia da menina assustada que se escondia na couraça, sabia que ela pensava demais, mas fugia, dos próprios pensamentos, empacada em uma imensidão de desilusões, com medo de prosseguir, aquela menina dele era eu, ele não sabia, eu não sabia.

Parei. Fechei a página. Tive medo.

Voltei mais uma dúzia de vezes, li e reli os dois textos, chorei, respirei, fugi e voltei, incansáveis vezes, até chegar aqui, de volta, como há anos não fazia, como há anos não me expunha, nem sei há quanto tempo não tinha coragem de falar de mim, assim, de coração aberto, refazendo uso do diário que era o objetivo inicial.

Obrigada, Felipe.

Category: Tsunami | Comentários desativados em Culpa do Textão
abril 23

23 de abril – Dia de São Jorge

Category: Instagram, Tsunami | Comentários desativados em 23 de abril – Dia de São Jorge
abril 8

Se não me atinge, não é problema meu!

skulls2

Então… cada dia o que mais tenho visto é isso, se não faz parte do meu mundo, se não atinge à mim ou algo que eu faço parte, que se PHoda!

Ano passado houve um enorme massacre do Governo Paranaense contra os Professores, vi pessoas exaltadas, raivosas, chorando lágrimas de sangue! Ontem o mesmo Governo promoveu mais uma barbaria, mas desta vez foi em um campo de Sem Terras, bem distante dos olhos seletivos da elite branca, manipulável e rancorosa. Em instantes aquela velha máxima “o que os olhos não veem o coração não sente” tomaram conta das redes, pessoas fazendo-se de desentendidas, outras tão entendidas que viraram as costas, outras nem se faziam de desentendidas, nem eram entendidas, apenas pobres almas ignorantes.

Mas o que mais observei eram pessoas apertando o PHoda-se, porque não é comigo, não vou perder meu tempo com essa gente, fazem parte do MST, logo isso os liga ao PT e quanto menos gente dessa habitar o mundo, melhor!!!

Eu passei horas discutindo com um e com outro, cobrando postura perante aquilo que defendem todos os dias! O que ganhei com isso? Decepção!!! Náuseas! E a certeza que meu caminho não é perto de pessoas assim.

São muitos Pilatos para pouco Jesus! Essa gente tem lavado as mãos com tanta frequência que acabarão adquirindo TOC ou alguma doença dermatológica de tanto que as esfregam para esconderem o sangue que nelas estão.

Não sou negra, não moro em comunidade, não sou homossexual, nunca fui estuprada, não tive nenhum membro da família morto de forma violenta, não tenho filhos, não acredito em Jesus, não sou ateia, não faço parte de minorias, não preciso lutar pela educação porque já tenho 2 diplomas de nível superior, não preciso lutar pela saúde porque não uso postos de saúde públicos, não preciso lutar pelos Sem Terra porque nem de campo eu gosto, e mais um tanto de coisas que não faço parte, mas luto, ou tento, não sei virar o rosto e fazer de conta que não me pertence, não sou assim e não quero pessoas assim perto de mim, quanto menos conviver com “gente” desse tipo, mais Gente me tornarei.

Tenho olhos para ver as mazelas do mundo, tenho ouvidos para ouvir os pedidos de socorro e os gritos de horror, tenho boca para falar na cara de quem tiver que falar o que achar certo para defender quem não pode ou o que acredito, mas mais importante do que ter todos os sentidos saudáveis e em plena atividade é ter inteligência para saber separar o certo do errado e ter caráter para seguir em frente, mesmo que sozinha, porque pior do que me decepcionar com o tipo de pessoas que me cercam é não conseguir me tornar metade daquilo que me propus a ser!

Se vocês não possuem coragem para defenderem o certo, me deixem, porque possuo coragem suficiente para seguir sozinha minha jornada! 🌹✊🏽  #RespeitemAMina

Category: Empoderamento, Facebook, Fight, Tsunami | Comentários desativados em Se não me atinge, não é problema meu!